Meu novo Blog

17 de ago de 2011

Um esforço sincero

É comprovado que uma pessoa com grande paixão e poucas habilidades sempre supera aqueles que têm grandes habilidades, mas sem paixão.

A Excelência não é um acidente, é o resultado de:

1) tomar boas decisões.
2) executar algo de maneir habilidosa.
3) é o resultado de um esforço sincero.

E é neste terceiro e último princípio que eu quero expor este artigo.

Como o apóstolo Paulo, que apesar de todas as suas realizações, ainda olhava para o futuro tentando alcançar a excelência.

"Irmãos, eu não me considero ser perfeito, mas uma coisa faço:. Esquecendo do que fica para trás e avançando para o que está à frente" (Filipenses 3:13).

Assim, em sua vida, se você quer melhorar, avançar e alcançar a excelência, você deve assumir a responsabilidade por seu crescimento e não depender das circunstâncias ou outras pessoas para se desenvolver e chegar a isso, você precisa fazer permanentemente, constantemente, um esforço sincero. Por que sincero? Porque o esforço deve ser real e verdadeiro, e não dizer que você se esforçou, quando na verdade você sabe muito bem que não deu o melhor de si. Talvez tenha perdido a força, entusiasmo, paixão ... você se sente fraco e não conseguem alcançar seus objetivos, porque você não sabe o quão próximo você está para o sucesso cada vez que você desista, se você só tinha tentado uma vez mais, com certeza a sua história hoje seria diferente.

Em 2 tim.1: 6 Paulo diz a Timóteo para acender o fogo do seu dom, possivelmente o fogo estava a morrer na vida deste jovem e incentivo necessário para continuar a desenvolver o seu ministério, o interessante é que Timóteo era um pastor uma igreja, isso significa que você pode ter anos de fiéis, Você pode ser um líder dentro de sua igreja, talvez existam pessoas que dependem de você e muitos vêem como um forte, dinâmica, mas por alguma razão a sua realidade interior é diferente e você se sentir esgotado, cansado e custos em movimento.

O problema da fadiga física geralmente é resolvido por ter um bom descanso, dormir algumas horas ininterruptas para recuperar as energias perdidas após um longo dia de trabalho, mas o cansaço emocional, mental e espiritual não funciona algumas horas de sono. Há pessoas que se sentir cansado, cansado, e alguns deles tomam drogas para relaxar, mas quando acordou depois de dormir muitas horas e até dias, são iguais ou mais cansado do que antes, porque o problema não é físico, mas espiritual

A corda da guitarra soltos, perderam a tensão e não pode produzir qualquer música, deshafilada lâmina de uma faca que perdeu a capacidade de cortar ou de um veículo com um motor potente, mas ficou sem combustível é a imagem que representa alguns de vocês lendo, sonhadores grande que definir metas, tomou decisões, que enfrentaram problemas, mas hoje me falta entusiasmo ou perdeu pouco entusiasmo que eles tinham.

Um exemplo de determinação e entusiasmo
Ele foi nomeado o número um homem do milênio.
1093 foi o número de coisas que invento.
Obtido mais patentes para invenções que mais ninguém no mundo.
Por 66 anos consecutivos receberam pelo menos uma patente por ano e acredito que um laboratório de pesquisa moderna.
O que foi esse homem? Thomas Edison. Ele foi considerado um gênio criativo, mas não penso assim, ele disse que "o segredo é 1% inspiração e 99% transpiração."

Esforço sincero que é a chave ...
A única maneira de fazer um esforço sincero está à deriva pela paixão e entusiasmo.
Quando temos uma paixão pelo que fazemos e solte o entusiasmo, estamos ativando um sucesso gerador de energia impressionante. Paixão e entusiasmo são os nutrientes que alimentam a sua força e com força renovada, provavelmente, será uma mais dedicados e produtivos

Deus nos criou para que quando algo gira em torno da alma, as impossibilidades desaparecem, o fogo de Deus em seu coração queimando sua vida para um nível superior, para que as pessoas apaixonadas é tão eficaz, se verificar que uma pessoa com grande paixão e poucas habilidades sempre supera aqueles que têm grandes habilidades, mas sem paixão. Como um pequeno fogo produz pouco calor, desejos fracos trazer resultados fracos, mais forte o seu desejo, o fogo, o maior entusiasmo a sua e quanto maior sua chance de sucesso.

Para renovar a paixão e emoção que você precisa:

1. Ter um relacionamento saudável com Deus
Deus é a força que você precisa todos os dias para enfrentar qualquer desafio. Ele dá força ao cansado, e aumenta o poder que não tem, e se o seu relacionamento com Deus está danificado ou partido, hoje é o dia para restaurá-lo de volta para Deus e começar de novo, sempre dá-lhe outra chance.

2. Você tem que enfrentar seus medos
Talvez o medo é o que paralisa, porque o medo é o maior assassino de todos os seus sonhos, mas se você tiver restaurado o seu relacionamento com Deus não precisa se preocupar. Coloque em seus pés todos os seus medos, porque Deus lhe deu um espírito de amor, poder e auto-controle.

3. Você tem que se cercar de pessoas que acenderam o fogo do seu entusiasmo
Se ao teu lado há pessoas negativas, depressivas, que sempre vêem o negativo, é muito difícil de manter ou recuperar o entusiasmo; se você perdeu o fogo do entusiasmo, chegue perto de alguém que possa te transformar, te contagiar. Você precisa de um Paulo para encorajá-lo e dizer: "... não desista, com Deus ao seu lado, você tem garantido a vitória. Com Deus tudo é possível ..."

Por Mario Serrano
http://www.avanzapormas.com/devocionales-cristianos-2011/un-esfuerzo-sincero.html

Traduzido por: Ronaldo Lucena

Ananias e Safira foram condenados por não dar o dízimo?

A igreja primitiva em Jerusalém se mostrou generosa. Encontrou-se, no meio da igreja, um bom número de irmãos necessitados. Para suprir as necessidades desses santos, os irmãos fizeram grandes sacrifícios e ofereceram seu próprio dinheiro. Alguns, como Barnabé, venderam propriedades e doaram o dinheiro recebido (Atos 4:36-37).

A atitude louvável de discípulos como Barnabé apresentou uma tentação para irmãos carnais, como o casal Ananias e Safira. Eles também venderam uma propriedade para fazer uma contribuição à igreja. Mas no dia em que levaram sua oferta aos apóstolos, foram condenados e caíram mortos. Hoje, alguns líderes religiosos citam esse caso para exigir o dízimo, sugerindo que Ananias e sua mulher foram castigados por não dar o dízimo. Foi esse o motivo da morte deles?

Perguntas bíblicas merecem respostas bíblicas. Devemos primeiro ler o texto (Atos 5:1-11) para entender o pecado desse casal. Estes versículos nem mencionam o dízimo! Pregadores modernos que querem obrigar as pessoas a dar o dízimo não encontram nenhum apoio neste trecho.

Se Deus não exigiu o dízimo dos cristãos primitivos, qual foi o motivo de sua ira contra Ananias e Safira? A resposta se encontra nos versículos 3 e 4 – mentiram ao Senhor! Eles venderam um terreno e afirmaram que ofertaram o valor total da venda para ajudar os irmãos pobres. Eles queriam parecer pessoas generosas, mas, ao mesmo tempo, queriam ficar com uma parte do dinheiro. Decidiram mentir, dizendo que sua oferta foi o valor integral da venda do terreno.

Deus não obrigou ninguém a vender terras ou a dar o valor total de suas propriedades. Pedro reconheceu o direito de Ananias e Safira de ficar com o seu terreno: “Conservando-o, porventura, não seria teu?” (5:4). Uma vez que decidiram vender, não foram obrigados a doar o valor total. Pedro acrescentou: “E, vendido, não estaria em teu poder?” (5:4).

Ananias e Safira queriam o “crédito” por uma doação generosa, sem o sacrifício de perder todo o valor do terreno. Mentiram aos homens, e Deus cobrou!

O Novo Testamento, a aliança que governa os homens nos dias atuais, não exige que todos doem 100% de suas posses, e nem estipula 10% (o dízimo) como oferta obrigatória. Devemos contribuir ao trabalho do reino de Deus conforme a nossa prosperidade (1 Coríntios 16:2), com alegria e sinceridade (2 Coríntios 8:8; 9:7), segundo proposto no coração (2 Coríntios 9:7), com generosidade (2 Coríntios 9:11) e com um espírito de sacrifício (2 Coríntios 8:5; Filipenses 4:18).

Seguindo esses princípios, muitos discípulos de Cristo darão até mais de 10% de sua renda, mas farão as suas ofertas com alegria e por livre vontade, não pela imposição de exigências humanas. Cristãos verdadeiros que fazem parte de igrejas dedicadas ao Senhor terão prazer em participar do trabalho de Deus.

Fonte: Dennis Allan em Estudos da Bíblia
http://kdjesus.blogspot.com/2011/08/ananias-e-safira-foram-condenados-por.html

1 de ago de 2011

O SENHOR é o meu pastor, nada me faltará.

Este é provavelmente um dos textos bíblicos mais famosos. Quem nunca o viu numa cena de um filme, ou leu num quadro, ou ouviu uma pregação sobre este Salmo 23, o salmo do Pastor? Mas, você conhece o Pastor do Salmo 23?

Este cântico do Rei Davi nos faz refletir sobre a estreita relação entre ele e o seu Deus. Não é apenas um louvor como mais um elemento numa liturgia religiosa. Muito menos um culto a um Deus impessoal, transcedente e distante da realidade do adorador. Ele não estava cultuando um "deus desconhecido" (At 17.23), muito menos adorando algo que "não conhecia" (Jo 4.22). Davi o chama de SENHOR (JEOVÁ). Não era uma divindade a mais dentre tantas. "Por isso Davi louvou ao SENHOR na presença de toda a congregação; e disse Davi: Bendito és tu, SENHOR Deus de Israel, nosso pai, de eternidade em eternidade. Tua é, SENHOR, a magnificência, e o poder, e a honra, e a vitória, e a majestade; porque teu é tudo quanto há nos céus e na terra; teu é, SENHOR, o reino, e tu te exaltaste por cabeça sobre todos. E riquezas e glória vêm de diante de ti, e tu dominas sobre tudo, e na tua mão há força e poder; e na tua mão está o engrandecer e o dar força a tudo" (I Cr 29.10-12). E é a esse eterno, magnificente, poderoso, digno de honra, vitorioso, majestoso, exaltado, rico, glorioso, dominador, que Davi diz: "O SENHOR é o meu pastor".

Davi havia crescido na roça, num ambiente totalmente rural. Cuidar, alimentar, proteger, conhecer, conduzir as ovelhas eram atividades pastorais que ele aprendeu e exerceu desde pequeno. E agora, o Espírito de Deus, o inspira a experimentar a mesma relação com seu Deus:
"O SENHOR é o meu pastor, nada me faltará. Deitar-me faz em verdes pastos, guia-me mansamente a águas tranqüilas. Refrigera a minha alma; guia-me pelas veredas da justiça, por amor do seu nome.Ainda que eu andasse pelo vale da sombra da morte, não temeria mal algum, porque tu estás comigo; a tua vara e o teu cajado me consolam. Preparas uma mesa perante mim na presença dos meus inimigos, unges a minha cabeça com óleo, o meu cálice transborda. Certamente que a bondade e a misericórdia me seguirão todos os dias da minha vida; e habitarei na casa do SENHOR por longos dias."

Por que você se sente vazio, se nada te faltará?
Por que você está cansado, se há pastos verdejantes?
Por que sua alma está aflita, se há águas tranquilas?
Por que a inquietude, se Ele te guia pelas veredas da justiça?
Por que você teme o mal, se Ele está contigo?
Por que você vive desorientado, se a Sua vara e Seu cajado te consolam?
Por que o inimigo te incomoda, se há um banquete, uma unção e um cálice transbordantes para você?
Por que viver uma vida ansiosa, se a bondade e a misericórdia te seguirão todos os dias da tua vida?
Por que te deter nas tendas da perversidade, se você habitará na casa do teu Pastor por toda a eternidade?

Jesus disse: "Eu sou o bom pastor; o bom pastor dá a sua vida pelas ovelhas"..."conheço as minhas ovelhas, e elas me conhecem"..."As minhas ovelhas ouvem a minha voz, e eu as conheço, e elas me seguem; eu lhes dou a vida eterna, e jamais perecerão; e ninguém as arrebatará da minha mão" (Jo 10.11,14,27,28).

E então, vai continuar do lado de fora, somente contemplando o pasto verdejante?
Entra no aprisco, vem!

Em Cristo,
Pr. Ronaldo Lucena